Probióticos, prebióticos e simbióticos. você sabe para que servem?

Nutricionista com foco em Emagrecimento e Saúde da Mulher

Probióticos, prebióticos e simbióticos. você sabe para que servem?

janeiro 7, 2013 Alimentação Funcional Alimentação na Infância Alimentação na terceira idade Saúde e Comportamento 1
Antes de mais nada precisamos entender o que são cada um deles: Os probióticos são microorganismos vivos (bactérias) que, quando consumidos regularmente, conferem benefícios à saúde. Os mais utilizados são as espécies de Bifidobacterium e lactobacillus. Você pode encontra-los em iogurtes, leites fermentados ou na forma de pó ou cápsulas.
Os prebióticos são substâncias de origem vegetal (fibras da dieta ricas em inulina e oligofrutose) que, quando consumidas, não são digeridas e absorvidas no intestino, mas ao atingirem o cólon estimulam a proliferação de bactérias benéficas.
Você pode encontra-los naturalmente em alimentos como yacon, alcachofra, chicória, cebola, alho poró, aspargos, aveia, entre outros.
Os simbióticos nada mais são que os probióticos e prebióticos combinados no intuito de aumentar seus efeitos benéficos.

E por que são tão bons para a nossa saúde?

O nosso intestino abriga uma população de bactérias benéficas, vivendo em perfeito equilíbrio, conhecidas como flora intestinal ou microbiota. Elas são muito importantes para o bom funcionamento do nosso corpo.
Nosso primeiro contato com elas acontece no momento em que nascemos. O parto vaginal, o aleitamento natural ou artificial, tudo isso vai definir o tipo de microbiota que habitará nosso intestino desde o começo de nossas vidas.  Para se ter uma ideia da  importância desse começo, só o leite materno possui mais de 700 espécies destas bactérias.
Mas nem tudo são flores. Além das boas bactérias, também convivemos com bactérias que são patogênicas. Quando estas boas bactérias estão em quantidades suficientes, elas coexistem com as bactérias patogênicas e as duas populações se equilibram. Mas quando usamos indiscriminadamente antibióticos, antiinflamatórios, hormônios, antiácidos, passamos por momentos de estresse ou nos alimentamos de uma forma incorreta, desequilibramos essa microbiota causando um aumento de bactérias patogênicas em relação às benéficas. Esta situação, aliada à baixa resposta imunológica predispõe o individuo a inúmeras doenças.
Daí a necessidade de estar sempre consumindo alimentos fontes de probióticos e prebióticos.
Mas os benefícios não se limitam em somente equilibrar nossa flora intestinal: cada vez mais seu consumo tem sido estimulado por prevenirem alguns tipos de tumores, reduzirem níveis de colesterol e triglicerídeos, reduzirem pressão arterial, melhorar a digestibilidade, reduzirem o risco de obesidade e diabetes insulinodependente e estimularem nosso sistema imunológico.
E alguns casos, os simbióticos podem causar flatulência e seu uso pode estar restrito em pessoas com imunidade extremamente baixa. Procure seu nutricionista para uma melhor orientação.


fonte: 

The impact of probiotics and prebiotics on the immune system
Todd R. Klaenhammer, Michiel Kleerebezem, Matthias Volkmar Kopp and Maria Rescigno 

The human milk microbiome changes over lactation and is shaped by maternal weight and mode of delivery
Raul Cabrera-Rubio, M Carmen Collado, Kirsi Laitinen, Seppo Salminen, Erika Isolauri, and Alex Mira
http://ajcn.nutrition.org/content/96/3/544


Um comentário

  1. […] Cuide do seu intestino. Varie a sua alimentação e atente pelo consumo de prebióticos e probióticos para ter uma microbiota […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *