Sol, a nossa pílula de vitamina D de cada dia.

Nutricionista com foco em Emagrecimento e Saúde da Mulher

Sol, a nossa pílula de vitamina D de cada dia.

setembro 19, 2013 Alimentação Saudável Nutrição Estética Saúde e Comportamento Saúde na mídia 0

Diferente das vitaminas que são obtidas na alimentação, a vitamina D é produzida e metabolizada a partir do nosso colesterol, através da incidência da luz solar. Por isso ela é considerada um pré hormônio.
Antigamente, a preocupação com carência de vitamina D restringia-se aos países com invernos rigorosos onde a população não podia usufruir dos raios solares o ano inteiro. Entretanto, o estilo de vida que atualmente levamos e o uso excessivo de protetor solar para prevenção de câncer de pele mudou esse quadro. Países tropicais como o Brasil vem crescentemente apresentando em sua população deficiência desta vitamina.

Já se sabe que esta carência vai muito além do raquitismo e osteoporose. Vários estudos tem nos revelado a importância da vitamina D para prevenção de muitas outras doenças.
Níveis sanguíneos de vitamina D adequados contribuem para prevenção de câncer de mama, câncer de próstata, hipertensão, obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, controle de colesterol, doenças de Parkinson, Alzheimer, gripe, fadiga crônica, depressão e outras. Também tem-se observado que pessoas infartadas e portadoras de HIV,  frequentemente tem seus níveis de vitamina D sanguíneo abaixo do recomendado.
Vale ressaltar que vários estudos apontam que as doses recomendadas de vitamina D não conseguem reverter uma deficiência já instalada. Os mesmos estudos sugerem suplementação muito acima do recomendado, em doses de 5.000 UI/dia ou 10.000 UI/semanais, e esta indicação não invalida a indicação de exposição ao sol.

Algumas dicas:

Tome banho de sol pelo menos 15 minutos no período do dia entre 10:00 e 15:00 hs.  E não adianta tomar sol pela janela de casa. Diferente da radicação UVA que pode passar através de vidro, a radiação UVB (a que interessa para a produção de vitamina D), não atravessa vidros e janelas.

Se a preocupação são as rugas, proteja o seu rosto, que tem uma área de extensão muito pequena (apenas 9%), em relação ao restante do corpo.

Nos meses de inverno, quando a exposição aos raios solares é limitada, faça suplementação de vitamina D. Consulte seu nutricionista para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *